terça-feira, 13 de novembro de 2012

ACIDENTE COM CAMINHÃO QUASE TERMINA EM TRAGÉDIA NO CÓRREGO DO PATI




Um agricultor perdeu o controle da direção do seu veículo, uma 608 Mercedez Benz, quando tentava subir um morro em direção ao trabalho, devido ao mal tempo e ao barro, por pouco não aconteceu uma tragédia, o caminhão derrapou e rolou varias vezes morro abaixo.


Conhecido como Batista, o motorista que conduzia o veículo, por sorte teve apenas ferimentos leves. O acidente aconteceu hoje pela manhã no córrego do Pati, interior de Brejetuba.


Novidades do Verão 2013.
Confira!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Quase 20 presos por envolvimento com quadrilha que falsificava e vendia CNHs no Sul do ES



Dezoito pessoas foram detidas nesta terça-feira (23) durante uma operação da Delegacia de Defraudações em parceria com o Detran. Investigações identificaram uma quadrilha que falsificava e vendia carteiras de habilitação.
O delegado da Defa explicou como a fraude foi descoberta. “Em acompanhamento feito por servidores do Detran, suscitou a eles chamarem a Defa para tomar conhecimento e participar de uma investigação a princípio, de caráter interno, administrativo, que resultou na instauração de um inquérito”, disse André Cunha.
De acordo com o delegado, foram expedidos 23 mandados de prisão. “Das diligências que já foram promovidas, representamos criminalmente por buscas, apreensões e prisões que, analisadas pelo Ministério Público e pela Justiça, que entenderam por deferir esses mandados. Nós obtivemos 23 mandados de prisão preventiva e 19 busca e apreensões. A operação de hoje, de cumprimento desses mandados, foi denominada Last Way, e é voltada a arrecadar documentos, processos de transferências e de CNH’s”, explicou.
Fonte: Folha Vitória

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Catador de latinhas que ganha R$ 300,00 por mês vira vereador em Brejetuba





Em Brejetuba, o catador de latinhas João Francisco de Oliveira, 49 anos, o João Viola, também conhecido como Bonzim Bonzim, conseguiu se eleger vereador na primeira vez que se candidatou. Atualmente, a renda mensal dele, da mulher e do filho de 16 anos é de cerca de R$ 300,00 por mês. 

“O que eu ganho em um ano vou ganhar em apenas um mês com o salário de vereador, que é pouco mais de R$ 3 mil líquido. Nem sei o que vou fazer com o primeiro salário, mas quero juntar dinheiro para comprar uma casa”, garantiu.

Ele também afirmou que inicialmente também irá cuidar mais da saúde da família. “Eu fui operado de apendicite e não posso mais trabalhar pesado. Por isso que me dediquei a catar latinhas e material reciclável. Antes eu trabalhava de diarista em lavouras de café”, contou.



Segundo João Viola, durante as festas da cidade ele ganhava um pouco mais, pois é quando ele consegue juntar maior quantidade de latinhas de cerveja. O material de reciclagem é transportado para sua casa em um carrinho de mão.



Quando anunciou sua candidatura, ele foi mandado embora da propriedade onde morava. “Graças a Deus conseguimos essa casa onde estamos agora. Não vamos pagar aluguel, pois o proprietário nos emprestou para morar e em troca cuidamos da casa e da propriedade. Se não fosse isso. Não sei onde estaríamos”, disse.

O apelido Bonzim Bonzim surgiu pela forma com que João cumprimenta as pessoas. Ele também ficou conhecido na cidade ao contar a história de um suposto lobisomem em um vídeo que venceu a 1ª Mostra Capixaba de Cinema Rural. Ele conta a história de uma porca que ele matou, ao pensar que estava matando um lobisomem que supostamente existia na cidade.

No santinho de campanha, ele usava a frase: “Sou igual ao Tiririca, se não melhorar, pior que está não fica”. Segundo ele, o custo total de sua campanha foi de cerca de R$ 150,00. Na última semana ele visitou a Assembleia Legislativa, em Vitória, pela primeira vez. Ele disse que gostou muito do que viu.

Fonte: Montanhas Capxabas
>

domingo, 21 de outubro de 2012

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Concurso TJ-SP

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo - TJ-SP publicou através do Diário da Justiça do Estado edital para realização de concurso visando o preenchimento de 1.035 vagas para os cargos de Escrevente Técnico Judiciário, do quadro do Tribunal de Justiça, nas 10 regiões administrativas judiciárias.


Para concorrer a uma vaga no cargo é preciso ter no mínimo 18 anos de idade e  Ensino Médio completo. O Escrevente Técnico Judiciário executará atividades relacionadas à organização dos serviços que envolvam as funções de suporte técnico e administrativo às unidades do Tribunal de Justiça, fazendo jus a um vencimento de até R$ 3.355,36, acrescido de auxílios para alimentação, saúde e transporte, por jornada de 40 horas semanais de trabalho.
Inscrição e seleção dos candidatos
As inscrições serão efetuadas pela internet, no site www.vunesp.com.br, no período de 04 de setembro a 11 de outubro de 2012. A taxa de inscrição corresponde a R$ 50,00.
A partir de 17 de outubro os inscritos poderão conferir no site www.vunesp.com.br se os dados da inscrição efetuada pela Internet foram recebidos e se o pagamento da taxa de inscrição foi confirmado. Em caso negativo, o candidato deverá entrar em contato com o Disque VUNESP, (0xx11) 3874-6300, em dias úteis, das 8 às 20 horas, para verificar o ocorrido.

O concurso será constituído de prova objetiva e prova prática de digitação. Os inscritos deverão acompanhar a publicação dos editais de convocação para essas provas, tanto por meio da página de inscrição quanto pelo Diário da Justiça Eletrônico (DJE).

O candidato que não receber o cartão de convocação até três dias antes da aplicação das provas, poderá entrar em contato com o Disque VUNESP, através do telefone (0xx11) 3874-6300 nos dias úteis, das 8 às 20 horas, ou consultar a página de inscrição.
A prova objetiva está prevista para ser aplicada no dia 02 de dezembro de 2012, em local e horário a serem divulgados através de edital de convocação para as provas e cartões de convocação, que serão encaminhados pela Fundação VUNESP aos candidatos pelos Correios.
O gabarito preliminar será divulgado a partir do dia 04 de dezembro de 2012.
O concurso do TJ-SP será válido por 01 ano, a contar da data de sua homologação, sendo passível de prorrogação por igual período, desde que haja interesse do serviço e disponibilidade orçamentária.

TJ-SP-ESCREVENTE TÉCNICO JUDICIÁRIO
TJ-SP
ESCREVENTE TÉCNICO JUDICIÁRIO

Concurso SEDU-ES - 2012

Inscrições As inscrições, no valor de R$ 55,00, serão realizadas no site www.cespe.unb.br/concursos/SEDU_ES_12_PROFESSOR, solicitada no período entre 10 horas do dia 20 de setembro e 23 horas e 59 minutos do dia 11 de outubro de 2012, observado o horário oficial de Brasília/DF. O candidato que necessitar de atendimento especial para a realização das provas deverá indicar, na solicitação de inscrição disponibilizada no endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/SEDU_ES_12_PROFESSOR, os recursos especiais necessários a tal atendimento. A documentação para solicitação de atendimento especial poderá ser entregue até o dia 11 de outubro de 2012, das 8 horas às 19 horas (exceto sábado, domingo e feriado), pessoalmente ou por terceiro, na Central de Atendimento do CESPE/UnB, localizada na Universidade de Brasília (UnB) – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Sede do CESPE/UnB – Asa Norte, Brasília/DF, ou enviada via SEDEX ou carta registrada com aviso de recebimento, para a Central de Atendimento do CESPE/UnB – SEDU/ES Professor 2012 (atendimento especial) – Caixa Postal 4488, CEP 709040970, Brasília/DF. Seleção O concurso será constituído de prova objetiva, discursiva e de títulos. As provas objetivas e discursivas serão aplicadas na data provável 25 de novembro de 2012, em locais e horários que serão divulgados a partir do dia 14 de novembro de 2012 no site de inscrição. Os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas serão divulgados a partir das 19 horas do dia 27 de novembro de 2012, observado o horário oficial de Brasília/DF e o resultado final das provas objetivas e discursiva, bem como a convocação para a avaliação de títulos serão publicados provavelmente no dia 18 de dezembro de 2012. O concurso será válido por um ano, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período.


SEDU-ES-PROFESSOR MAPB
SEDU-ES
PROFESSOR MAPB
SEDU-ES-PROFESSOR DE MATEMÁTICA
SEDU-ES
PROFESSOR DE MATEMÁTICA
SEDU-ES-PROFESSOR DE LÍNGUA PORTUGUESA
SEDU-ES
PROFESSOR DE LÍNGUA PORTUGUESA

Aeronáutica abre concurso para preencher 135 vagas

A Aeronáutica abriu concurso para preencher 135 vagas de controlador de tráfego aéreo no Grupo de Defesa Aérea e Controle do Espaço Aéreo. O salário inicial é de R$ 4.018,82. O candidato deve ter nível médio. A inscrição vai até 24 de outubro pelo site www.cesgranrio.org.br.
ANAC - Ag. Nacional de Aviação Civil-ESPECIALISTA EM REGULAÇÃO DE AVIAÇÃO CIVIL
ANAC - Ag. Nacional de Aviação Civil
ESPECIALISTA EM REGULAÇÃO DE AVIAÇÃO CIVIL

Dataprev abre inscrições com salário de até R$ 5,2 mil


Estão abertas as inscrições para o concurso público da Dataprev. A oferta é de 4.257, todas em cadastro de reserva em cargos de nível médio e nível superior. Os salários vão de R$ 2.592,66 a R$ 5.291,10.
As inscrições devem ser feitas até as 23h59 de 17 de outubro pelo site www.quadrix.org.br. As taxas são de R$ 35 para os cargos de nível médio e de R$ 60 para os cargos de nível superior.

Dataprev-COMUM A TODOS OS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR
Dataprev
COMUM A TODOS OS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

341 vagas em ministério com salário de R$ 10,2 mil


O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) vai abrir concurso público nos próximos meses para preencher 341 vagas. As oportunidades serão destinadas a cargos de níveis médio e superior. Os salários podem chegar a R$ 10.209,50, segundo a tabela de remuneração dos servidores públicos federais. 


As vagas serão para as funções de agente administrativo, arquivista, administrador, contador, engenheiro florestal, agrimensor e agrônomo, além de médico veterinário.



A abertura do concurso, no entanto, depende da aprovação do Projeto de Lei (PL) 4.365/2012, que tramita no Congresso Nacional, para a criação de 1.015 vagas a serem distribuídas em diversos setores da área federal. 



No documento estão solicitadas 341 vagas para serem ocupadas no Ministério do Desenvolvimento Agrário, para fortalecer e estruturar o órgão, sobretudo no atendimento às demandas de políticas de apoio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Segundo o ministro Pepe Vargas, que não antecipou se haveria pedido formal feito à ministra Miriam Belchior, existe a concordância do Ministério do Planejamento quanto à necessidade da ampliação das vagas do MDA.



O salário atual para os servidores do ministério variam de R$ 2.510,00 (agente administrativo) a 
R$ 5.460,02 para cargos como engenheiros florestal, agrimensor e agrônomo. 
Acrescidos dos benefícios, o salário final sobe para R$ 3.117.11 (agente administrativo) e para R$ 10.209,50 para engenheiros florestais, agrimensores e agrônomos; já as funções de arquivista, administrador e contador têm remuneração inicial de R$ 4.145,22 e final de R$ 7 mil. Os médicos veterinários têm ganhos iniciais de R$ 5.524,00 e finais de R$ 9.033,00.

Fonte: Gazeta On Line

APOSTILA SEDU PROFESSOR LÍNGUA PORTUGUESA:

SEDU-ES-PROFESSOR DE LÍNGUA PORTUGUESA
SEDU-ES
PROFESSOR DE LÍNGUA PORTUGUESA

Locais de prova do Enem podem ser consultados a partir de amanhã


Os candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem consultar a partir de amanhã (10) os locais em que farão as provas este ano, por meio dos cartões de confirmação que estarão disponibilizados no site do Enem. O documento também passa a ser distribuído pelos Correios a partir dessa quarta-feira, com previsão de entrega no endereço informado pelo participante até 26 de outubro.
Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova, se o candidato não receber o cartão em casa e não conseguir imprimir o documento por meio do site, pode obter a informação por meio de ligação ao telefone 0800 616161. A ligação só está disponível por telefone fixo ou telefone público.
Para acessar o cartão no site do Enem, é preciso informar o número do CPF e a senha cadastrada no momento da inscrição. A senha pode ser recuperada no próprio site. Cerca de 5,7 milhões de estudantes devem fazer o Enem em 2012.
O cartão de confirmação deve ser levado no dia da prova pelos estudantes, juntamente com um documento oficial com foto, como carteira de identidade ou de motorista. Os dados que o compõem são: número de inscrição; data, hora e local das provas; indicação do atendimento diferenciado ou do atendimento específico solicitado, e língua estrangeira escolhida pelo estudante.
Os candidatos que solicitaram atendimento especial podem saber como será a aplicação de suas provas no mesmo site, por meio de uma nota técnica que traz orientações aos participantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento ou mobilidade reduzida. Esses estudantes poderão contar com tempo adicional, durante o exame, de 60 minutos, dependendo do tipo e do grau de suas deficiências. Ao todo, 28,3 mil candidatos com deficiência solicitaram atendimento especial.
Pelo calendário do Inep, no dia 3 de novembro serão aplicadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias; e no dia 4 de novembro, os candidatos farão as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias; de matemática e suas tecnologias; e de redação. O gabarito tem divulgação prevista para 7 de novembro e os resultados para 28 de dezembro.
Criado em 1998, o Enem avalia o desempenho dos estudantes ao fim do ensino médio e é utilizado como mecanismo de seleção para ingresso no ensino superior.
Fonte: Agência Brasil

APOSTILA SEDU MAPB:
SEDU-ES-PROFESSOR MAPB
SEDU-ES
PROFESSOR MAPB

JOÃO LOURENÇO É O NOVO PREFEITO DE BREJETUBA COM 66,84% DOS VOTOS VÁLIDOS.


APOSTILA CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM-PA:
Câmara Municipal de Belém - PA-NIVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO
Câmara Municipal de Belém - PA
NIVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

Filme Bonzim, Bonzim? Estrelando João Viola.



Apostila Câmara municipal de Belém-PA:

Câmara Municipal de Belém - PA-NIVEL FUNDAMENTAL COMPLETO
Câmara Municipal de Belém - PA
NIVEL FUNDAMENTAL COMPLETO

VEREADORES ELEITOS EM BREJETUBA



Apostila Concurso PM Bahia.
PM-BA-SOLDADO POLÍCIA MILITAR - BA
PM-BA
SOLDADO POLÍCIA MILITAR - BA

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

NA ÚLTIMA SEMANA DE CAMPANHA OS CAFEZINHOS MUDARAM BASTANTE E JÁ PODEMOS CONSIDERAR ALGUNS CANDIDATOS ELEITOS


O Blog através de uma equipe, mede a posição dos candidatos em disputa mediante levantamento de opiniões de observadores e lideranças políticas, especialmente formadores de opinião, com larga vivência em eleições e quantitativo de votação em eleições anteriores, quando for o caso. 
Trata-se, portanto, de mero levantamento de opiniões sem controle de amostra, o qual não utiliza método científico para sua realização. É divulgação de sondagens de opinião, e não de pesquisa eleitoral. As possibilidades de eleição de cada candidato são medidas através de cafezinhos, que variam de um a seis. O número de cafezinhos variará sempre de acordo com o crescimento das campanhas dos candidatos em questão. Os concorrentes com o número máximo de cafezinhos são considerados eleitos (o que pode não acontecer, pois sondagem não é uma amostragem exata); com cinco, eles têm condições muito favoráveis; com quatro, estão em posição favorável, com três, em posição regular; com duas, enfrentam dificuldades, e com uma, as chances são reduzidas. 
A Tabela será alterada sempre que houver mudança no desempenho de algum candidato, seja para melhor ou pior.


Correios-ATENDENTE COMERCIAL, CARTEIRO,OPERADOR DE TRIAGEM E TRANSBORDO
Correios
ATENDENTE COMERCIAL, CARTEIRO,OPERADOR DE TRIAGEM E TRANSBORDO

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Justiça pede a prisão de políticos em Afonso Cláudio






Na manhã desta segunda feira, (01), uma operação do Ministério Público, comandada pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado, (GAECO), prendeu o vereador Adeilde Dável de Oliveira do Partido Social Democrático (PSD). A polícia atendeu um Mandado de Prisão Preventiva expedido pelo Juiz Carlos Gutmann, de Afonso Cláudio. Contra o vereador, segundo o Ministério Público, existem várias denúncias de compra de votos. 
Um pretenso candidato do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Manuel Rafael Campos, que também tinha a prisão preventiva decretada pelo mesmo motivo, conseguiu deixar a cidade e até as 19h30 desta segunda feira, não havia sido encontrado por agentes da SEJUS e Polícia Militar.
O Promotor, Antonio Carlos Gomes da Silva Junior, da 8ª Zona Eleitoral que compreende os municípios de Afonso Cláudio, Laranja da Terra e Brejetuba, falou que muitas denúncias estão sendo checadas e se confirmadas outros candidatos deverão se explicar à justiça eleitoral.
“Hoje o foco foi em cima destes dois políticos, mas recebemos denúncias que muitos outros estão cometendo o mesmo crime. A justiça eleitoral quer uma política limpa e vamos investigar todas as denúncias que nos chegam. Pode demorar um pouco, mas se comprovadas as denúncias, todos os envolvidos responderão pelos seus atos,” disse o Dr. Antônio.
De acordo com Márcio Peixoto Cezar, chefe do Cartório Eleitoral da 8ª Zona Eleitoral, contra os dois políticos foram comprovadas as condutas ilícitas, e a exemplo do promotor, Márcio disse que outros políticos estão na mira da justiça.
“Pode demorar um pouco, mas estamos investigando outros candidatos e aos poucos a sociedade ficará sabendo das nossas ações. Um aviso aos candidatos: nestas eleições a justiça eleitoral estará acompanhando as eleições do lado deles,” afirmou Márcio.
Amanhã, terça feira, (02), o ministério público, representado pelo promotor Antônio Carlos Gomes da Silva Junior, fará uma reunião com todos os candidatos a prefeito dos municípios de Afonso Cláudio, Laranja da Terra e Brejetuba. O assunto: política limpa. 
Reportagem: Kennedy Lenk

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

CARTA ABERTA AOS FILIADOS (A) AO SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS.





Primeiramente gostaria de parabenizar a atual gestão que fez um brilhante trabalho a frente do sindicato.
Não sou filiado ao sindicato, portanto não estarei votando na chapa 1 ou chapa 2, mas, como vivemos em uma democracia e tenho o direito de me expressar com relação a eleição que acontecerá no dia 20, quero de parabenizar algumas pessoas que colocaram seus nomes a disposição para disputarem a eleição.
Sobre a chapa 1, quero dizer que existem ali nomes que merecem e mereceriam o meu voto, e o presidente da chapa inclusive, acredito se for eleito, será um dos melhores presidentes que o sindicato poderá ter, porém existem ali vereadores com oito anos de mandato e nunca fizeram nada pelo nosso funcionalismo, existe vereador ali que com quatro anos de mandato que nunca fez nada pelo nosso funcionalismo, fez sim, aprovou ummprojeto de lei dando 25% de aumento para uma categoria somente, cometendo injustiça com as demais, existe ali ex secretário que nunca ajudou nosso funcionalismo, temos na chapa um vice prefeito que não ajudou em nada nosso funcionalismo.
Pergunto a vocês, onde está nosso plano de carreira? Pergunto a vocês, onde está nosso vale card? Pergunto a vocês onde está no Tickt feira?
Quando esses benefícios foram cortados eles eram vereadores, secretário e vice-prefeito.
Agora, pergunto a você. Porque uns tem direito a insalubridade, adcional noturno e outros não?
Acreditem e pasmem, tem vereador que não é candidato na chapa e defende a continuidade dessas injustiças e ainda pede seu voto para se reeleger.
Volto a repetir, nada contra o cadidato a presidente e outros membros, mas uma maça estragada, acaba com o resto do cesto.

domingo, 16 de setembro de 2012

Polícia Rodoviária Federal apreende meia tonelada de maconha em Ibatiba


Duas pessoas foram presas e uma está foragida. O homem que fugiu chegou a atirar contra os policiais rodoviários no momento da abordagem.




A Polícia Rodoviária Federal apreendeu mais de meia tonelada de maconha na noite deste sábado (15) em Ibatiba, sul do Estado. Foi a maior apreensão da drogas que a PRF fez nas estradas federais. Duas pessoas foram presas e uma está foragida. O homem que fugiu chegou a atirar contra os policiais rodoviários no momento da abordagem.   

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os agentes realizam uma operação de combate à criminalidade na região de Ibatiba, quando receberam uma ligação anônima. O informante disse que dois veículos, um Fiat Strada preto e um Hyundai preto, viajavam em atitude suspeita. Uma equipe com veículo descaracterizado, usado no apoio à operação, foi deslocada para verificar a informação. 

Os Policiais encontraram os dois veículos parados no acostamento. Ao aproximarem-se, o veículo Fiat, em alta velocidade, fugiu do local e o veículo Hyundai saiu da BR, entrando em estrada vicinal.

Um outra equipe policial conseguiu abordar o veículo Fiat. O Hyundai seguiu por uma estrada de terra até estourar um pneu e ficar atolado em um lamaçal. O condutor desceu do veículo e, atirando contra os Policiais Rodoviários Federais, entrou em uma mata. O veículo Hyundai, modelo IX35, foi revistado e no interior foram localizados maconha e crack.

Os indivíduos do Fiat apresentaram documentos falsos e após questionados, informaram os nomes de Richardson Silva de Oliveira, 28 anos, e Cleiton Barbosa Tomaz, 25 anos. À polícia, os acusados informaram morar em Cariacica e também que receberiam R$12 mil para trazer a droga de Belo Horizonte para Vitória. Um homem conseguiu fugir e está sendo procurado pela polícia.

Com informações da Polícia Rodoviária Federal

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Circuito Capixaba de Rodeio - Etapa Brejetuba-ES

CIRCUITO CAPIXABA DE RODEIO - ETAPA BREJETUBA - 28/09/2012 19:00:00
E o sucesso se repete, depois de São Gabriel da Palha, Serra, Cariacica, agora a festa é a vez de Brejetuba, no Bairro Uliana, ao lado da APAE no período de 28 a 30 de setembro de 2012, ira acontecer o Circuito Capixaba de Rodeio 2012 - Etapa Cidade Brejetuba. Realização: Cia de Rodeio Rancho do Cowboy, Visual Mencer e Territorio.



Atrações:
. Sexta-Feira - Bonde do Forro + Maylon Meira & Banda
. Sábado - DJ Maluco & Aladim + Mc Popay
. Domingo - Os Gargantas de Ouro + Cristian Greik & Banda.
Rodeio Montaria em Touros

. Valores dos Ingressos: (Para Sexta e Sábado)

Arquibancada/Pista/Meia
Antecipado - R$20,00
Portaria - R$30,00

Camarote
Antecipado - R$30,00
Portaria - R$40,00

Domingo: (Entrada Franca)

Postos de Vendas:
Lojas Império - Centro - Brejetuba - ES - Tel: (27) 3733-1076
Supermercados Uliana - Centro - Brejetuba - ES - Tel: (27) 3733-1060 / (27) 3733-1093

Criança até 10 anos não paga acompanhado do responsável legal.
Estudantes com carteirinha e melhor idade acima de 60 anos, pagam meia entrada.

OBS: Sexta e Sábado, abertura dos portões as 19:00h e no Domingo a partir das 10:00h.

Todos os dias haverá atrações de arena com: Taxi Maluco, Motoqueiro Maluco, Equipe de Palhaços, Salva Vidas e Show Pirotécnico.
Vendas de Ingressos através do Ingresso Rápido: www.ingressorapido.com.br
Vendas de Ingressos através do Ingresso Rápido: www.ingressorapido.com.br

Informações:(27) 9235-2456 / (27) 9229-3788 / (27) 3260-1277www.territorioes.com.brwww.ingressorapido.com.br

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Carro de advogado desaparecido no ES é encontrado em MG, diz PRF


Volkswagen Gol foi visto por um motorista em uma ribanceira. Advogado e supervisor estavam desaparecidos desde 4 de setembro.




Desaparecimento.
O advogado e o motorista saíram na noite de terça-feira (4) da empresa de segurança para qual trabalham, em Cariacica, município da Grande Vitória, em direção a cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais, onde o advogado participaria de uma audiência. Os dois homens não chegaram ao destino, desaparecendo sem deixar pistas.

O carro do advogado André Arraz e do supervisor Jorge Pereira foi encontrado, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), na manhã desta quarta-feira (12), por volta de 11h, na BR-262, na região da Serra do Macuco, em São Domingos do Prata, em Minas Gerais. O Volkswagen Gol, placas ODM2267, foi visto por um motorista em uma ribanceira a 150 km da divisa com o Espírito Santo. Equipes da PRF e Polícia Civil de Minas Gerais foram ao local e localizaram dentro do veículo dois corpos em estado de decomposição.
De acordo com o inspetor da PRF, Willys Lira, o caminhoneiro Edvaldo Alves contou que a placa estava com um pedestre que sinalizou para que ele parasse. "Ao ver que a placa era do Espírito Santo, ligou para a nossa equipe e nós conferimos a numeração confirmando ser dos capixabas desaparecidos. O carro foi encontrado em uma ribanceira de difícil acesso e por isso não era possível avistar pela estrada”, contou o inspetor.
Edvaldo Alves que seguia de Pedra Azul, noEspírito Santo, para Minas Gerais foi quem localizou o carro e os corpos dos capixabas desaparecidos. “Estou viajando atento, por que sei que os dois estavam sumidos. Quando vi um homem com uma placa na mão eu parei para ver o número. O senhor me disse que avistou um carro na ribanceira, mas não teve coragem para descer. Eu fui até o carro e vi os dois corpos em decomposição”, contou.
O caminhoneiro disse ainda que a ribanceira tem aproximadamente 30 metros. “Não vi marcas de frenagem na pista. Eles devem ter passado direto e batido lá embaixo em um barranco, o carro está mais amassado do lado direito. Um dos homens está com uma camisa vermelha e o outro está com uma camisa branca. Nunca vi imagem tão chocante na minha vida”.
O delegado Danilo Bahiense e uma equipe de investigadores da Superintendência de Polícia do Interior (SPI) foram ao local, onde o carro foi localizado, para ajudar a equipe mineira nos trabalhos. ''Aparentemente, este carro encontrado caiu em uma ribanceira e estaria coberto por mato. É isso que sabemos, por enquanto'', observou o delegado Danilo Bahiense.
Fonte: Gazeta On Line.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Sarah McLachlan and Josh Groban - In The Arms Of The Angel

ACIDENTE GRAVE COM ÔNIBUS LOTADO NA CURVA DA FERRADURA - IBATIBA-ES


Um grave acidente envolvendo cinco veículos deixou cerca de 15 pessoas feridas, em Ibatiba, na Região do Caparaó. Depois de ser atingido por uma carreta, um ônibus de linha, que teria saído de Brejetuba, caiu em uma ribanceira. Há informações de que a pista estava escorregadia por conta de um outro acidente que teria acontecido minutos antes. A batida foi entre o trevo de Muniz Freire e Ibatiba, na BR 262.

O acidente aconteceu por volta das 18h desse sábado (08). Além do ônibus e da carreta – carregada com calcário – um caminhão, um carro de passeio e uma moto também se envolveram na batida. Testemunhas afirmaram que a pista estava tomada de óleo e que a carreta teria escorregado e batido na traseira do ônibus, lançando-o ribanceira abaixo. O trecho é de muita serra e curvas.

A pista ficou completamente interditada por horas, e dezenas de motoristas acabaram buscando caminhos alternativos para seguir viagem. De acordo com Mário Braga, repórter da TV Gazeta Sul que passou pelo local minutos depois da batida, o trecho estava muito escuro e com muitas ambulâncias fazendo os resgates. "Até às 19h a Polícia Rodoviária Federal ainda não havia chegado. As vítimas foram socorridas pelo Corpo Bombeiros e muitos policiais militares tentavam organizar o trânsito e afastar os curiosos", disse.

As vítimas foram levadas para o Pronto Socorro de Ibatiba e, segundo informações da unidade, eram entre 12 e 15 pessoas. Apenas uma mulher não identificada, que estava no ônibus, chegou em estado grave e precisou ser encaminhada para o hospital São Lucas, em Vitória. As outras vítimas tinham apenas ferimentos leves.









Fonte: FMZ APOSTILA ANAC
ANAC - Ag. Nacional de Aviação Civil-TÉCNICO ADMINISTRATIVO-ESPECIALISTA EM REGULAÇÃO DE AVIAÇÃO CIVIL-ANALISTA ADMINISTRATIVO
ANAC - Ag. Nacional de Aviação Civil
TÉCNICO ADMINISTRATIVO
ESPECIALISTA EM REGULAÇÃO DE AVIAÇÃO CIVIL
ANALISTA ADMINISTRATIVO

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Entrevista com Senador Magno Malta-PR no Seculo Diario

"Se tiver que ser governador, serei. Gostando os homens ou não"

Bem aventurado o homem que suporta com perseverança a provação: porque depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam. Tiago 1:12




O senador Magno Malta é considerado uma das quatro principais lideranças políticas do Estado. Dono de uma retórica invejável, que lhe garantiu a sobrevivência política durante os oito anos do governo Paulo Hartung (PMDB) e a má vontade da mídia local com seus projetos, o senador, que é presidente do PR, vem percorrendo o Estado para ajudar a campanha de seus correligionários e aliados. Nesta entrevista a Século Diário, o senador não poupa os demais atores da política capixaba e revela que até simulou uma briga com o prefeito de Vila Velha, Neucimar Fraga (PR), em 2008, para fugir da pressão palaciana em cima de seu candidato.
 
Ele também mostra sua versão sobre a briga entre o aliado Sérgio Vidigal (PDT) e o deputado federal Audifax Barcelos (PSB) e explica por que está apoiando o prefeito, embora seu partido esteja coligado com o socialista. Magno Malta deixa no ar a possibilidade de vir a disputar o governo do Estado e faz um desabafo sobre a posição de parte da imprensa capixaba com seu mandato. Confira.
 
Século Diário – O senador disputa uma eleição paralela com o ex-governador Paulo Hartung (PMDB). Enquanto o senhor anda sozinho, ele anda com Ricardo Ferraço (PMDB) e Gerson Camata (PMDB). Como avalia essa situação?
 
Magno Malta – Chegou um momento na minha vida, que a mídia começou a falar sobre essa rivalidade entre mim e o ex-governador Paulo Hartung. Eu não o conheço politicamente, nunca conversei política com ele, nunca almocei na casa dele, nunca beijei a mão dele. Recuso-me a entregar meu destino a um homem, meu destino está nas mãos de Deus. Recuso-me a fazer cálculo na vida e no processo político, quem conduz a minha vida é Deus. Se essas coisas são ofensivas e eu fui escolhido para ser esse rival, sem que eu tenha pedido, na verdade são inimizades gratuitas, porque nunca fiz inimizades. Se o fato de eu ser nordestino, filho de uma faxineira, não ter entrado na faculdade, ser evangélico, ter chegado no Espírito Santo em 1982, em 1992 ter sido eleito vereador e em 2002 já senador, se isso é ofensivo e não me faz ter o amor da elite, e sim de uma classe social que me elegeu, para mim está tudo certo. Estou em um processo eleitoral porque eu sou amigo dos meus amigos. Eu corto reto, tenho lado, não mudo de lado. Essas indignidades eu não sei fazer. Então, independentemente do cara ter três votos na pesquisa ou 10, para mim não importa. É o meu lado, é meu amigo, eu não vou usá-lo. Não sou oportunista eleitoral. E se essas coisas incomodam, vão fazer o processo sentindo raiva, mas eu não.
 
– Além de senador, o senhor é presidente do PR, partido que está disputando municípios importantes e tem dado apoios importantes. Como está o PR na disputa deste ano? O senhor tem andado o Estado todo, não é?
 
– Eu tenho andando o País todo. A melhor coisa é estar em processo eleitoral que não é o seu. O PR tem musculatura, tem crescido. Começou com muita dificuldade, aquela legendinha de gaveta comigo e com o Neucimar Fraga, e hoje tem musculatura. Tem a maior prefeitura do Estado, está bem administrada, com um bom gestor. Neucimar em três anos e meio fez mais do que os últimos 20 anos. Pegou uma cidade sem esgoto tratado, hoje tem 57%. Se o povo observasse os números, Neucimar não precisaria nem ir para a rua. Mas infelizmente não é assim. O PR tem deputados estaduais, tinha o Neucimar como deputado federal, tem dois mandatos de senador. Temos algumas candidaturas a prefeito postas com chances e algumas vice-prefeituras.
 
– O senhor diz que não faz contas, mas há um prognóstico. Qual o tamanho que o PR vai sair no final desta eleição?

– Eu não sei de que tamanho vai sair, mas acredito que para crescer, para ter filiados, para ter um projeto de poder, você precisa ter musculatura. O time tinha que jogar. O PR passou muito tempo sendo coadjuvante. Saímos dessa condição, é claro que estamos como coadjuvante em muitos lugares porque acreditamos no projeto de algum aliado, mas esperamos sair maiores do que estamos hoje.

– No município da Serra, o senador está no palanque do prefeito Sérgio Vidigal (PDT), que enfrenta o deputado federal Audifax Barcelos (PSB). Mas quem levou o Audifax para a Serra, não foi o senhor?

– Naquela primeira eleição de Vidigal, eu era deputado estadual, da base do governo Vitor Buaiz. Aliás, se Lula fosse presidente naquela época, Vitor teria sido o maior governador do Espírito Santo, porque quem foi o maior governador do Estado, como presidente, foi Lula. Quando se faz esse processo comparatório é injusto, porque ele governou no governo de Fernando Henrique Cardoso, do PSDB, que ficou aqui 15 minutos. E, aliás, me lembro que todas essas grandes lideranças do Estado eram todas do PSDB, todas tinham mandatos, e eu queria saber o que fizeram em oito anos quando era o governo de Fernando Henrique. Naquela época Vidigal foi para Brasília negociar uma dívida de R$ 4 milhões e nós fomos para lá, pedimos uma audiência com Elcio Alvares, que era o líder do governo Fernando Henrique e, justiça seja feita, ele nos recebeu e marcou uma audiência com o então presidente do Banco do Brasil. Elcio nos levou, argumentou...porque Vidigal estava tentando dividir a dívida de 30 vezes. Elcio pegou o telefone e falou com Fernando Henrique Cardoso e conseguiu que o presidente determinasse o parcelamento em 65 vezes. Acho que Vidigal nunca mais deve deixar de pedir votos para Elcio Alvares, justiça tem que ser feita. E essa é a minha diferença. Na eleição que Elcio foi para senador, ninguém ficou com ele. Elcio foi sepultado, tiraram a candidatura do ex-governador para o governo e colocaram José Ignácio, isolando Elcio, e ele tinha só um deputado federal com ele, que era eu. Grato pelo que ele fez pela Serra e pelo Vidigal. Falam muito do Espírito Santo nesses oito anos, como se o Espírito Santo não existisse antes disso. Se o Espírito Santo existe de oito anos para cá, foi por conta dos R$ 500 milhões que Lula mandou antecipando royalties de petróleo, que Fernando Henrique não mandou para Vitor. E o coordenador da bancada era eu. Aquilo não foi obra de um homem só e eu vou relembrar uma bancada federal que pediu isso a Fernando Henrique: Marcos Vicente, Nilton Baiano, Rose de Freitas, José Carlos Elias, Renato Casagrande. Eu era o coordenador, senador de primeiro mandato, o governador fez o papel com as lideranças dele aqui, o Lula não morria de amores por isso, porque eles fizeram campanha para Serra e não para Lula. Isso foi obra das mãos do povo do Espírito Santo, não foi obra de um homem só, não foi obra de quatro pessoas ou de um grupo político.
 


– Sim, mas voltando a Serra, o senhor era deputado estadual na época...
 
– Sim. Eu era deputado e conheci o Audifax na Assembleia Legislativa, ele era assessor da bancada do PT, desde jovem sempre foi um quadro de assessoria e acabou indo para a Serra com o Vidigal. Vidigal tinha muita dificuldade, Motta [ex-prefeito João Batista Motta, do PSDB] deixou a prefeitura endividada, com seis folhas a pagar. Então Audifax chega na Serra em um momento de pujança e Vidigal entendeu depois de oito anos de governo, que com 90% de aprovação elegeria um poste. Ou um poste ou um cara com nome difícil, ele escolheu o cara com nome difícil. E todos nós falávamos, esse cara é uma carreta de cimento com os pneus furados, mas o cavalinho era muito forte e ainda tinham os outros para empurrar: eu, Iriny Lopes, Neucimar Fraga, Renato Casagrande. Estávamos todos no lançamento da campanha dele. Eu me lembro do meu discurso, dizendo que ele era uma carreta de cimento, com o nome difícil, a população nem sabia dizer o nome dele. Mas ele era um técnico e Vidigal decidiu que seria ele. Vidigal deu a prefeitura para ele. Foi o único prefeito do Brasil que começou a administração inaugurando obra, deu continuidade, porque era um projeto. Um projeto que eles poderiam ter 40 anos de poder juntos. Mas o pessoal que lê Maquiavel entrou na cabeça dele e o fez achar que era o cara. Audifax chamava Sueli Vidigal de Su; chamava Vidigal de Serginho. Aí você pega um técnico daquele e elege prefeito da cidade sem ter um voto. Aí o governador na época, o vice-governador elegeram ele e fizeram com que virasse as costas para Vidigal. Com alguns meses Vidigal não valia mais nada. Toda relação de alguém que quer chegar ao poder com você é religiosa. Quando o cara quer chegar a algum lugar, você é um Deus para ele. No segundo momento você é um anjo, porque ele começa a dizer que ele também tem o talento dele, aí você dá um aperto no cara e você vira um demônio. Vidigal já foi Deus, já foi um anjo e agora é um diabo. E tudo que estou falando aqui, já falei para Audifax olhando para ele. E quando o PDT dá a legenda para Vidigal e não para Audifax, Vidigal voltou a ser o cara, eles já não consideravam mais o Audifax, já tinham tirado o suco da laranja, como virou agora. Porque eles não estão com Audifax. E eu fico impressionado que Vidigal acredita. É história da geopolítica e geopolítica para mim é emboscada. Geopolítica é coisa de cangaceiro, que se reúne de noite para decidir quem vai viver e quem vai morrer.
 
– Isso tem acontecido em todas as eleições nos últimos anos.
 
– O vice-governador (Ricardo Ferraço) estava com Neucimar, o governador [Paulo Hartung] com Hércules Silveira [PMDB]. No segundo turno, o governador conversa com Neucimar e pede para me procurar, fui chamado a um encontro com o vice-governador às 2 horas da manhã. Fui na marra, para me dizerem que o governador não ia subir no palanque de Hércules no segundo turno. Falei com ele, que o governador deveria ficar no palanque do Hércules. Só havia uma bola no meio do campo, eu e ele. E erraram com Hércules, porque colocaram ele para sofrer um processo e assim como Jardel dos Idosos, que perdeu o mandato por infidelidade partidária, eles também tinham que perder. Jardel foi bode expiatório e a Justiça tem que reparar isso. Hércules mudou de partido, Ferraço mudou de partido. Colocaram Hércules no PMDB para ele ser o candidato do Palácio e o deixaram no segundo turno, cheio de dívidas. E aí Neucimar venceu a eleição e ele passou a ser o cara. O vice-governador fez essa aproximação, porque queria ser governador e não foi. E agora eles estão no palanque de Rodney Miranda [DEM] chamando Neucimar de incompetente. Isso é geopolítica. Isso é coisa de cangaceiro.
 
– E como o senhor vê a candidatura do Rodney Miranda?

– Eu ouço o jingle de Rodney Miranda dizendo que ele é o candidato do ex-governador, como se ele fosse o dono dos votos de Vila Velha. Mas tudo bem, cada um com o seu. Ele tem que se agarrar nisso, porque ele não sabe o nome de uma rua em Vila Velha. Deve saber da que ele mora. Aí eu ouvi uma entrevista dele, dizendo que vai levar para Vila Velha o modelo Hartung de governar. Bom, eu quero saber qual é o modelo, porque ele não foi secretário de Planejamento, ele foi secretário de Segurança e como secretário de Segurança ele foi um fracasso. O Espírito Santo conviveu com 17 mil homicídios em oito anos e 17 mil é a população de Muqui. Sepultaram uma cidade. Isso sem um plano de segurança, sem nada. Ninguém faz segurança com um colete, fazendo cara feia e com uma .40 na cintura. Segurança se faz com um grande projeto de prevenção às drogas, porque esse é o grande problema da população adulta, um grande programa de sustentação, que passa pela via da família, da escola e do esporte. Isso não foi feito.
 
– Mas ele tem um discurso que se não for combatido, terá êxito: é a prefeitura de Vila Velha que tem que combater a criminalidade.
 
– Ele está invertendo os papéis. Ou ele não conhece a Constituição, que diz que esse papel é do Estado, ou ele conhece e está fazendo de má-fé. E ele sabe que foi um fracasso como secretário de Segurança. E a melhor secretaria de Segurança de Defesa Social, que é referência nacional, é a de Vila Velha, que deu certo com Ledir Porto. Com todo respeito ao Rodney Miranda, mas é um processo eleitoral e precisamos falar a verdade. Como ele vai fazer isso? Entrando no bairro Santa Rita de colete, com a .40 na mão? Hoje temos um município muito bem monitorado. Na Praia da Costa, onde ele mora, quero informar a ele, a violência foi reduzida em 84% e é onde o Neucimar é mais rejeitado, porque a elite não vai amar nunca quem veio de Soteco, quem veio de Jaqueto, no interior da Bahia, e se estabeleceu em Soteco. Uma guarda bem estruturada, uma operação que recolhe os drogados, vai à casa deles, que limpa as áreas, e o povo de Vila Velha sabe disso. Se o projeto de Segurança do Rodney for o mesmo modelo do implantado no Estado, eu aconselho as pessoas a não saírem de casa. Eu quero mostrar fatos. Vila Velha há três anos e meio era uma cidade isolada, com todas as suas deficiências, hoje não está mais alagada e vai melhorar mais porque Neucimar fez profilaxia, tratou os canais. E é preciso avisar que Vila Velha é abaixo do nível do mar e se a maré estiver alta, pior ainda. Em Itapoã é pior ainda porque foi feita ainda abaixo e hoje você tem Vasco Alves no palanque de Neucimar reconhecendo isso. Precisa ali é de construir cinco estações de bombeamento e cada uma custa R$ 80 milhões. E eu quero fazer justiça aqui à deputada Rose de Freitas (PMDB). Há um mês ela me ligou e disse que incluiria recursos para obras estruturantes no PPA do governo federal e colocou R$ 500 milhões para as estações de Vila Velha. Eu não tenho dúvida que isso será resolvido, com o trânsito que Neucimar tem em Brasília e com o trânsito que eu tenho com a presidente Dilma. Já no governo Casagrande, quando teve aquela grande enchente , o ministro da Integração, Mares Guia, trouxe R$ 10 milhões para o Estado, na semana seguinte Dilma liberou R$ 10 milhões só para Vila Velha, a meu pedido. Neucimar trabalhou muito, mas a candidatura de Rodney é legítima e ele pode fazer o discurso que quiser, agora se espera que ele tenha o mínimo de coerência.
 
– Estamos falando muito de Vila Velha, mas gostaria que o senhor falasse um pouco de Cachoeiro, que foi onde o senhor começou sua carreira política e onde o PR tem um candidato muito bem cotado na disputa.

– Eu peço desculpas à população de Cachoeiro. Eu queria até que o Futura sempre dissesse que o Flamengo vai perder, porque quando ela fala que vai perder, ganha. O Instituto Futura dizia lá que Ferraço tinha 70% de votos em 2008 e o candidato do PT, o prefeito Carlos Casteglione, não tinha nem 10%. Colocamos o vice dele, fui para a rua, o jingle dele fui eu que fiz. Vencemos as eleições e em seguida deu no que deu. A democracia tem disso, ela põe e tira. Então eu pedi desculpas. Nesta eleição temos um candidato que é o Glauber Coelho (PR). Um quadro com musculatura própria, se elegeu vereador, deputado. Um sujeito que se relaciona fácil, tem um carisma com o povo de Cachoeiro. É um quadro importante e que certamente vai ganhar a eleição.
 


– Voltando à sua relação com Paulo Hartung. Na disputa de Vila Velha em 2008, houve uma manobra que foi atribuída ao ex-governador, em parceria com a imprensa corporativa, de dizer que o senador estava sendo escondido. Neste momento, acontece a mesma coisa, afirmando que no palanque de Luciano Rezende (PPS), em Vitória, o senhor vai tirar votos. Agora estão começando a considerar o seu capital político. E o ex-governador sobe no palanque de Luiz Paulo, que não precisaria do apoio dele na disputa, deixando a impressão de que é Hartung que está pegando carona. Como o senhor convive com isso?
 
– Falando de trás para frente, é interessante isso. Quando Luiz Paulo, amigo, fraterno, lançou com Paulo Hartung o César Colnago para prefeito de Vitória, amigo, fraterno, crescendo juntos, se abraçando e se chamando de grupo, e depois o ex-governador largou ele falando sozinho e foi apoiar o PT (João Coser), eles ficaram muito chateados. Luiz Paulo começa a ter os desentendimentos que a gente acompanhou pela mídia, o então vice-governador (Ricardo Ferraço) sai do PSDB esculhambando Luiz Paulo. Dizia que Luiz Paulo era preguiçoso, dormia até o meio-dia. E como fica agora? Luiz Paulo não é mais preguiçoso? Luiz Paulo foi candidato a governador. Se ele falasse na rua como candidato a governador, o que ele fala com a gente em reservado do próprio grupo, ele teria ganhado a eleição. O problema é que falta coragem e essas coisas incomodam as pessoas.
 
– Mas e as tentativas de desgastar a sua imagem, como o senhor vê? O senhor foi perseguido durante sua candidatura ao Senado em 2010, eram todos contra Magno Malta.
 
– Era uma ação conjunta do governo, da igreja, da mídia, fizeram uma engenharia, colocaram Rita Camata no PSDB e uma chapa com PR e PMDB do tipo “me engana que eu gosto”, aquele comportamento do presidente do PMDB (Lelo Coimbra) publicamente pedia o segundo voto para mim, que não me acrescentava nada, e eu pedia o segundo voto para o senador Ricardo Ferraço. Eu peguei um santinho dele em Barra de São Francisco (noroeste do Estado), que tinha um santinho do Lelo e atrás Ricardo Ferraço e Rita Camata. Ele não tem obrigação nenhuma de votar em mim, mas ele é presidente de uma agremiação, que se juntou à minha em uma eleição majoritária. Aí sim, ele tinha obrigação. E eu fiz um compromisso de pedir votos para Ricardo Ferraço e pedi até o final. Eu fico rindo, porque eu vivo viajando, faço palestra sobre drogas, pedofilia, tiro drogados das ruas, sou músico, sobrevivo das minhas músicas, gosto de academia, de artes marciais. Eu não vivo em rodinhas, não fico tramando contra ninguém, nunca fui a ordens de serviço, não participo de inaugurações. Naquela eleição de 2008, eu e Neucimar tivemos uma reunião, porque eu apanhava todos os dias e ele também, e nós entendemos que o objetivo era atacar a mim. Então eu e ele brigamos publicamente e eu sai, fui para o interior definir as eleições. Aí eles engoliram, deu certo. Eu voltei no segundo turno e eles nem perceberam que eu andava com Neucimar de manhã, de tarde e à noite. Tivemos que fazer isso para livrar Neucimar das garras dos tigres, senão ele não arrumaria recursos de campanha. Porque eles colocaram secretário, governo, o que tinham. Eu me lembro de um senador que entrou na TV em Colatina para eleger Paulo Foletto (PSB), que hoje é meu amigo e por quem tenho um carinho muito grande, mas na época o tal senador disse até que a ponte nova quem tinha levado era Foletto. E eu estava lá, agarrado com Guerino Balestrassi e com Batata (prefeito Leonardo Deptuslki). Eu tenho imagens dentro do estúdio deles, eu, eles e Jane Mary, sentados no chão, com Guerino chorando, esculhambando o ex-governador, o senador e o dono do Futura. E quem sabe um dia eu falo o que ele estava falando deles. O desejo do coração dele. E muito me admirou que 60 dias depois de eles ganharem as eleições, não me conheciam mais e esse cara que era o demônio na vida dele, virou um Deus. É ruim essa perseguição, mas chega a um ponto que você tem que rir dessas questões e seguir a vida. Se Deus me escolheu para uma missão, não tem jeito. O processo eleitoral para mim foi muito difícil, mas é Deus e o povo. Por que eu ganho a eleição? Eu tenho serviço prestado para o povo. As bandeiras que eu levando é que me levam.
 
– Senador, e esse medo que eles têm de o senhor virar governador do Estado? – Será por que? (risos) – E qual o seu futuro? O senhor tem mandato até 2018, pode disputar em 2014 se quiser, sem perder o mandato...

– Meu futuro a Deus pertence. Não sei do meu futuro. Eu tenho uma natureza parlamentar, eu gosto do Parlamento, das causas que eu defendo, acho que já prestei um grande serviço ao País, lá no Parlamento. O povo que tem parabólica sabe, mas a elite que só vê o jornal daqui não sabe. Imagine que eu fui tomar um café com Bill Gates, em Washington, porque a Lei 240 foi alterada depois de 18 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), para criminalizar a posse de material pornográfico, o que encantou o Bill Gates e a sanção dessa lei, que é minha, rendeu a Lula sete prêmios na ONU (Organização das Nações Unidas). E a elite não sabe porque não tem nem uma nota aqui nos jornais. Se eu fosse amado pela imprensa, isso seria capa de jornal. A Dilma faz o discurso dela, primeira mulher presidente do Brasil, a mídia de todo mundo armada ali, e manda todo mundo se acomodar. Ela vira para mim e diz: “Magno fique do meu lado”. E eles publicam uma nota aqui dizendo que eu era papagaio de pirata. No dia que Itamar Franco, meu colega de Senado, eu fui para Juiz de Fora, para o enterro, e fiquei do lado do caixão. Ele estava com o terno sem o broche do Senado. Tirei o broche de um senador do meu lado, porque eu também estava sem broche e coloquei nele. No outro dia, tinha uma foto nos jornais daqui, dizendo que eu era papagaio de pirata, porque eu estava no enterro de um colega meu do Senado. Eles não têm boa vontade comigo e eu não sei por quê. Mas eu digo a você que se eu tiver que ser governador, serei. Gostando os homens ou não, querendo o “Avança Espírito Santo” ou não, porque são eles que mandam no Estado. Querendo o governador ou não. Eu não sei o ano, querendo Deus, eu serei. Porque se eu descer no aeroporto no Acre, todo mundo sabe quem sou. O que não acontece com Aécio Neves, por exemplo. Então, minha vida está na mão de Deus. Não posso dizer se será em 2014, 2018 ou se não vou ser.
 
– Por outro lado é atribuído o poder de retórica, que o senhor é um encantador de serpentes...
 
– Se dizer a verdade encanta, se falar com o coração encanta, eu sou. Por exemplo, chego na Serra e digo que Vidigal fez tudo que tem lá, fez até seu opositor, porque poderia ter elegido um poste quando deixou a administração e elegeu um cara com nome difícil. Chego e vou chamando as pessoas e elas saem de casa para me ouvir. Então, se isso é ser um encantador de serpente, eu sou um encantador de serpente, sim.

Fonte: Seculo Diario