IMPOSTÔMETRO

Carregando...

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Estudante morre em batida de caminhão com ônibus escolar

O acidente foi numa curva do quilômetro 121, próximo ao Motel Cantinho da Serra.
O ônibus ficou totalmente destruído.

Uma estudante morreu e outras seis pessoas ficaram feridas em batida entre um ônibus escolar e um caminhão, ontem (24), por volta das 23h, na BR-262, na localidade de Pinga Fogo, Conceição do Castelo. O acidente foi numa curva do quilômetro 121, próximo ao Motel Cantinho da Serra. Silvana Pereira, de 21 anos, morreu antes de dar entrada no Hospital Padre Máximo- HPM, em Venda Nova.

O ônibus, placas MPO 7944 (Conceição do Castelo- ES), da Cooperativa de Transportes da Região Serrana- Coopserrana, a serviço da Prefeitura de Conceição, seguia no sentido Belo Horizonte e levava alunos das escolas estaduais Aldy Soares Merçon Vargas e Elisa Paiva para a zona rural do município. Os seis estudantes iriam para a localidade de Ribeirão do Meio, último ponto do coletivo. Ninguém usava cintos de segurança.

Segundo o motorista do ônibus, Edimar dos Santos Pinholato, 34, o caminhão, que vinha no sentido contrário, invadiu a contramão ao curvar. O veículo, placas GUP 4933 (Contagem- MG), estava carregado com fogões e era conduzido pelo motorista Nilton Silva Dias, 32, que ficou ileso. A carroceria do caminhão acabou atingindo a lateral do ônibus, que tombou na ribanceira a uma altura de 35 metros.
Parte da carga de fogões do caminhão ficou espalhada na pista.

O ônibus capotou pelo menos três vezes. Com o impacto, o teto do veículo se soltou. O motorista, que foi jogado para fora do veículo, subiu até a rodovia para pedir socorro. Imediatamente ambulâncias de Ibatiba, Brejetuba e Venda Nova atenderam às vítimas. Parte da carga de fogões, avaliada em R$ 49 mil, ficou espalhada na pista.

Os estudantes M.A.A., T.N.A. e L.M., ambos com 16; Adriano Anacleto Martins, 18, S.T.P., 17, além do motorista Edimar Pinholato foram atendidos no hospital de Venda Nova e liberados no início da madrugada.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal- PRF, o motorista do caminhão estava acima da velocidade permitida. Motoristas que trafegavam na rodovia teriam comunicado via rádio que o condutor do caminhão estaria sonolento ao volante.

Silvana cursava supletivo e trabalhava como atendende da lanchonete do posto de gasolina em Pinga Fogo, a poucos quilômetros do local do acidente.

Estudante saltou minutos antes

A estudante J.G.C, 17, saltou do ônibus dois minutos antes do acidente. Ela conta que estava ao lado de Silvana Pereira, 21, única vítima fatal, e só se deu conta do ocorrido ao ver uma ambulância passando na BR-262.

“A gente estava trocando músicas pelo telefone celular e dividindo o fone de ouvido. Após descer eu continuei com o fone e não ouvi barulho algum. Estou muito chocada”, disse J.

Ainda de acordo com J., que trabalha em Conceição durante o dia e pega carona no ônibus pelo menos duas vezes por semana, ela e Silvava estavam na parte da frente do veículo, enquanto os outros estudantes sentavam-se no fundo.
O motorista do ônibus, Edimar Pinholato, e as outras vítimas foram socorridos no hospital de Venda Nova.

As vítimas relatam que da batida até a queda foi menos de um minuto. M., 16, disse que ficou debaixo do ônibus. Ele teve que cavar um buraco na lama para se salvar. “Não vi nada, foi tudo muito rápido.”

O secretário Municipal de Educação, Luiz Cláudio Zóboli, esteve no local da batida ontem à noite. Esse seria o primeiro acidente envolvendo um veículo da cooperativa. De acordo com ele, o transporte escolar é terceirizado e vistoriado constantemente. “Por sorte estamos no final de semestre letivo e a frequencia escolar diminui, senão poderia ser uma tragédia”, disse.

Moradores indignados

Quem mora próximo ao trecho da BR-262 onde ocorreu o acidente convive diariamente com o perigo. A lavradora Maria Gonçalves de Araújo, 44, já presenciou pelo menos 50. “Falta sinalização e também responsabilidade da parte dos motoristas.”

O filho da lavradora, Adriano Gonçalves de Araújo, 27, há 15 dias ajudou a socorrer uma vítima de acidente de moto na mesma curva. “História é o que não falta neste trecho.”






Fonte: FMZ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente a vontade, pode ser anonimo se preferir.